Inteligência Emocional

Inspiração

Busco inspiração em duas fontes para escrever e montar palestras: O livro Pequeno Príncipe a série da ABC Grey’s Anatomy. É interessante como um livro infantil, mas que é um clássico da literatura mundial, tem muito a ensinar sobre inteligência emocional.

Já a série médica aborda histórias de um grupo de residentes em Cirurgia e como eles lidam com os vários desafios da vida profissional e pessoal. Casamentos, divórcios, mortes, acidentes. Tudo isso em 15 temporadas de, aproximadamente, 24 episódios, com duração de 42 minutos em média.

O livro me remete a uma visão inocente, com frases fortes e cativantes. A série narra situações quase reais onde você se identifica com as personagens e chega a perder o fôlego.

Inteligência Emocional

Ao pensar em inteligência emocional é necessário entender que ela tem duas polaridades: competências emocionais pessoais, voltadas para o eu – é a forma como lido com meus pensamentos, emoções e sentimentos, e as competências emocionais sociais, voltadas para o outro (fora) – é a forma como identifico, percebo, interpreto e reajo as emoções dos outros.

E, o pequeno príncipe me ajuda a olhar para dentro. Frases do tipo: “foi o tempo que dedicaste a tua rosa que fez tua rosa tão especial”. E reflexões que faço para mim e compartilho nos meus eventos é:

  • Quanto tempo você tem destinado a você?
  • Como você se percebe?

Pequeno Príncipe

A raposa, na minha percepção, é uma coaching poderosa, pois ensina o pequeno. “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativa”. Como você tem SE cativado. Quanto tempo tem investido em você?

E por fim, “o essencial é invisível aos olhos, enxerga-se bem com o coração”. UAU!  Como um livro infantil ou infantojuvenil pode ser usado para nos ajudar nossas competências emocionais pessoais.

Percebo na história as seguintes competências pessoais: a) autoestima, b) Consciência Emocional, c) paciência, d) Tomada de Decisão, d) tolerar frustrações, e) Integridade e etc,

Você, meu amigo leitor, consegue perceber essas competências? Deixe seu comentário ao final do artigo.

Grey’s <3

Já a série Grey’s Anatomy, me ajudou a perceber como trabalhar as competências emocionais sociais. As formas que eles se relacionam, com os pacientes (empatia, respeito) a forma como lidam consigo (relacionamento intrapessoal), a humildade para aprender com as cirurgias e com os erros (respeito e relacionamento interpessoal).

Uma passagem é marcante para os fãs da série, como eu. O carrossel nunca para de girar. É uma metáfora usada em alguns cenários, principalmente o amoro, onde você vive em um eterno ciclo. A vida é um carrossel eterno, onde não se pode descer.

Será?

Nesta frase, o que é interessante de se perceber é como ela é carregada de crenças limitantes. Explico.

O carrossel representa que a vida é feita de ciclos, no qual você sempre volta ao ponto inicial. No entanto, você não é sempre o mesmo. Ao começar a girar, você percebe que a paisagem muda e que você também muda a forma de ver esta paisagem.

Retornando ao ponto inicial você não é mais o mesmo de antes, mas sim é a soma das experiências de sua vida. E é ai que a série mostra que como é importante saber lidar com isso.

Em um espiral crescente, você não volta ao ponto inicial. Você sobe um degrau a cada volta. E isso se dá pela característica do ser humano: ser um ser social e gregário. Ele se revele a medida que interage com as pessoas.

E em Grey’s Antatomy isso é uma aula. Há, com certeza, outras sérias tão boas quanto esta. Mas esta tem uma marquinha que me cativa.

Misturando os ingredientes

Ok, Saulo. Inteligência emocional, Pequeno Príncipe, e Greys Anatomy. E ae? Como diria a música, o movimento é sexy!

Pense como criança e execute como adulto. O livro do Pequeno Príncipe para lembrarmos que nos histórias mais inocentes e nas passagens mais simples existe uma forma de aprender e evoluir.

A vida é um espelho. Tudo que você vê, enxerga, pensa e percebe o mundo é reflexo do seu interior. Por isso o essencial é invisível aos olhos. O que você tem enxergado com o coração? O que você tem cativado para você?

Nos ciclos da vida…. você sobe os degraus do conhecimento e das relações ou fica em ciclos viciosos? Ou pior… entra em uma espiral descendente remoendo e ruminado suas emoções, pensamentos e resultados?

Pulo do Gato

O pulo do gato não é a história em si. E sim, como você tem praticado suas competências emocionais pessoais e sociais?

O carrossel nunca para de girar e em cada giro podemos levar segundos, minutos, horas ou anos. Mas em casa giro há algo novo. Você consegue perceber isso? Você é do tipo de pessoa que senta no cavalo e roda até cansar e pede para descer ou vai trocando de animal a cada volta?

O carrossel nunca para de girar… mas quem disse que você não pode descer e brincar em outros brinquedos do parque de diversão?

Faz sentido?

Próxima desce!

Saudações positivas!

Saulo Luna

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *