Bem-estar

Saudações Positivas!!!

Em terras tão, tão distantes no mundo encantado da Disney, toda história de lá termina com o “e foram felizes para sempre”.

The End!

Já no Brasil, Drummond, em seu poema José, nos mostra a sutileza da inquietação humana:

“E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
E agora, você?
E agora?

E agora?

Falar em felicidade é uma questão sensível.

Será que a felicidade existe?

Será que existe a felicidade eterna?

O que é ser feliz?

Em momentos onde se fala da corrida para a felicidade, pela busca de sentido na vida, pouco se sabe, realmente, o que é de fato vem a ser tudo isso.

Para ajudar a conectar os pontos, deixe-me te contar algumas passagens dos últimos 10 anos (2009-2019);

Lembro um dia de Carnaval, quando morava no Rio de Janeiro, que vi o amanhecer do dia nas pedras do Arpoador. Depois dei um mergulho no mar para saudar o novo dia que chegara.

Outra vez, tempo mais tarde, me lembro quando segurei meu pequeno e lindo sobrinho Gabriel no colo. Vi aquele frágil menino e derramei lágrimas de alegria.

Anos mais tarde foi a vez de beijar minha madrinha pela última vez. Minha última ida ao Rio de Janeiro, em 2017. Fui para dar um beijo de adeus a alguém que amo até depois de ter retornado a Deus.

E agora?

O que essas passagens têm a ver comigo, você pode estar se perguntando…. Calma e calma meu nobre leitor. Vem comigo que te explico no caminho.

Retomo com a reflexão inicial. O professor de Harvard e maior especialista em felicidade no mundo Tal Ben-Shahar diz:

“felicidade é a completa experiência de prazer e significado. Uma pessoa feliz experimenta emoções positivas enquanto percebe sua vida com propósito. A definição não é em relação a um momento somente, mas de forma generalizada e agregada às experiências: a pessoa é capaz de suportar dores emocionais às vezes, e ainda assim ser feliz apesar disso.”

Profundo, né?

Então para por um momento. Pegue um papel e caneta (ou abra as anotações do seu celular) e escreva 3 fatos que te proporcionou muita alegria, realização e prazer.

Depois, escreva, na sua percepção, o que vem a ser felicidade.

Volte dois parágrafos. Faça a atividade proposta. Me ajude a te ajudar.

Como foi realizar esta prática?

Como você se sentiu?

Quais percepções você teve?

E qual definição você deu para felicidade? Vale dizer aqui que não há certo ou errado. Apenas existe a sua interpretação.

Então, e agora?

A felicidade é uma linha tênue. Podemos olhar para ela pela perspectiva filosófica, sociológica, teológica etc. E todas estariam corretas na sua perspectiva.

Mas, porém, contudo, todavia, no entanto (rs) quero trazer uma visão da ciência da felicidade, abordada pela psicologia positiva.

Nesta ciência, a felicidade e o bem-estar caminham juntos de mãos dadas. Um não existe sem o outro e vice-versa. Aqui o grande segredo é de ajudar e contribuir com o florescimento humano. Ou seja, para que o ser humano viva bem e seja feliz ele precisa florescer.

Para florescer são necessários 6 elementos:

P – emoções positivas
E – engajamento
R – relações positivas
M – significado e propósito
A – realizações e conquistas
H – saúde

Detalhando, brevemente, cada um:

  • Emoções Positivas. É a forma como você percebe e lida com as emoções ao longo de um período. Não se resume em uma matemática simples: duas emoções positivas para contra duas emoções negativas é igual a zero. E sim duas emoções positivas que acolho e recebo como positivas. Uma emoção negativa que sinto, percebo e aprendo com ela. O segredo, aqui, é a resiliência, o otimismo, lidar com adversidades e frustração.
  • Engajamento. É a conexão com o presente. É o aqui e o agora. É você se conectar com sua atividade com prazer e entusiasmo e dedicação para que você sinta e perceba sua contribuição no trabalho, no dever de casa, no cuidado dos filhos. A reflexão que faço é: quando foi a última vez que você perdeu a noção do tempo e do espaço fazendo algo que te proporciona prazer, interesse e desafio?
  • Relações positivas. O segredo da felicidade, segundo pesquisas de Harvard, não é em ter uma carreia de sucesso, patrimônios acumulados ou fama. O segredo está nas relações que você cria ao longo da sua vida, ou seja sua rede de suporte. Essa mesma pesquisa disse que as pessoas que que eram mais felizes, a partir da amostra, foram aquelas que eram cercadas de amigos e familiares e que nutriam boas relações e relacionamentos. Aqui cabe a pergunta “clichê”: você é a média das cinco pessoas com quem convive… quem são essas pessoas?
  • Significado e Propósito. Aqui é uma grande força mobilizadora para a ação e a motivação. O que te faz levantar pela manha com prazer e entusiasmo? O café não vale como resposta (risos). Aqui é você saber qual seu proposto como pai, marido, filho, trabalhador, membro da sociedade. Aqui você precisa saber qual legado você quer deixar para o mundo. Você não veio aqui para passeio… então qual seu propósito?
  • Realização e conquistas. A vida é dura. Temos muitos altos e baixos. As vezes ela se parece com uma roda gigante. Ora estamos encima, ora embaixo. Mas sempre estamos em movimento. Quais foram as conquistas na sua vida? Quais foram os acontecimentos positivos que marcaram sua vida? O casamento? A formatura? A cura da doença? Uma aprovação em prova de concurso? A conquista do emprego ou promoção?

Peço a você que pegue seu celular. Ligue a câmera e tire uma self. Olhe!

Tirou a selfie?
Não.
Então tire…. vamos lá….

Muito bem… agora olhe para essa pessoa. Veja os caminhos que ela percorreu para chegar aqui. Veja as vitórias e conquistas que ela obteve ao longo da vida. Que palavra você descreveria essa pessoa? Guerreiro? Persistente? Honesto? Família?

  • Saúde. Como anda a sua alimentação? Qualidade do seu sono? Você pratica atividades físicas? A saúde é um novo pilar que vem sendo observado na jornada da felicidade. Aqui o foco dado é ter e manter hábitos e práticas saudáveis para ter uma vida longa e próspera.

Agora que você sabe tudo disso. E agora José? Vamos viver felizes para sempre?

The end!

Saudações positivas!

1 comentário em “Bem-estar”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *